segunda-feira, 25 de julho de 2011

Aprenda a fazer o churrasco de vala

Aprenda a fazer o churrasco de vala, uma receita típica do Rio Grande do Sul

Série especial do Bom Dia Campo mostra pratos da culinária regional

Cristiano Dalcin | São Francisco de Paula (RS)
A série especial do Bom Dia Campo, que mostra pratos da culinária regional do país, começa com a receita do churrasco de vala feito no Rio Grande do Sul. Ele é preparado em poucos lugares.

— A maior diferença (entre o churrasco comum e o de vala) é o tempo, a paciência que precisa ter pra ficar na volta, pra deixar ele como tem que ser — afirma Dirceu Elias de Souza, assador há aproximadamente 12 anos.
O tempo para assar a carne é de, no mínimo, seis horas. A vala onde é feito o churrasco tem seis metros de comprimento. 
Conforme Souza, o primeiro passo é acender o fogo, para não dar cheiro na carne.
Na receita do assador, ele usa sal médio, que diz ser melhor para a carne absorver.

Antes de salgar, no entanto, o segredo de Souza é usar água para molhar a carne. 
Assim, explica o assador, o sal gruda e não cai na hora de virar o churrasco, garantindo as seis horas de assado.
Carne salgada e fogo pronto, a receita é esperar. O ideal é que não mexer na carne e ficar só atento ao fogo que é crucial para o bom cozimento.
 Dirceu Souza conta que só vira a carne um pouco antes de ser servida para dourar o matambre, onde ela assa praticamente através do osso.
Quando o churrasco fica pronto, é possível comprovar como assar sem pressa, pode fazer a diferença.
– Macia, não precisa nem tu cortar. Como diz, dá pra comer de colher. Fica bem macia mesmo. Uma manteiga, a costela – elogia o assador.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário